Menu de Categorias

Postado por em 21/10 em Ações

ONU Mulheres lançará pesquisa e documentário “Precisamos falar com os Homens?”, em Salvador

ONU Mulheres lançará pesquisa e documentário “Precisamos falar com os Homens?”, em Salvador

A ONU Mulheres em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM) e o Odara – Instituto da Mulher Negra lançará no dia 01 de novembro, das 10 ás 13h, no Cinemark (Salvador Shopping), na capital baiana, o documentário e pesquisa chamados Precisamos Falar com os Homens? – Uma Jornada pela Igualdade de Gênero. O objetivo desse projeto é entender como os homens podem participar do diálogo pela igualdade de gênero e identificar como as mulheres percebem o papel dos homens na sua vida e na sociedade hoje, apontando as principais tensões culturais que geram desigualdade.  ...

Read More

Postado por em 03/10 em Ações

Relatora da OEA classifica como “terrível” a violência contra população negra no Brasil

Relatora da OEA classifica como “terrível” a violência contra população negra no Brasil

Texto: Midiãn Santana Fotografia: Alane Reis Em missão à Salvador (BA), na última quinta-feira (29), Margarette May Macaulay, a relatora da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos), participou de uma audiência pública com ativistas de movimentos sociais para escutar relatos sobre casos de violência e violação de direitos ocorridos no Brasil, em especial aqueles diretamente ligados às discriminações e o racismo. No encontro realizado no Hotel Golden Tulip, no bairro Rio Vermelho, a relatora da OEA, organização que em junho deste ano aprovou a recomendação de realização de uma série de atividades no marco da Década Internacional de Afrodescendentes, instituída pela ONU em 2015, tomou conhecimento sobre diversos tipos de violências provocadas contra a população negra no Brasil, atingindo na maioria os jovens negros, maiores vítimas de homicídios, e as mulheres negras que sofrem com o racismo institucional nos serviços de saúde. Margarette destacou a preocupação com a violência contra as mulheres negras. “Tenho escutado há anos histórias sobre violência contra a mulher, mas...

Read More

Postado por em 23/09 em Ações

Iniciativa oferece formação para projetos de pesquisa de pós-graduação em raça e gênero

Iniciativa oferece formação para projetos de pesquisa de pós-graduação em raça e gênero

Considerando o déficit de mulheres negras na universidade, especialmente na pós graduação, foi idealizada uma atividade de formação teórica e metodológica para auxiliar quem participará de seleções de Mestrado e Doutorado ainda este ano. A iniciativa ‘Vamos Opará Saberes!’ será realizada, gratuitamente, no Ministério Público da Bahia, em Salvador, e reunirá importantes intelectuais negras que contribuirão para instrumentalizar o ingresso na pós graduação, por meio de projetos de pesquisa voltados para as temáticas de racismo institucional, violências de gênero, saúde da mulher,  prisionização e outros.  A Conferência de Abertura será “África e Feminismo Negro: a descolonização do conhecimento”, com a Profa. Florita Cuhanga de Kinjango, no dia 26 de setembro, 16h, e as aulas seguem até o dia 1º de outubro. As outras pesquisadoras participantes serão Zelinda Barros, Ana Flauzina, Denize Ribeiro, Claudia Pons, Ana Claudia Pacheco, Denise Carrascosa e Emanuelle Góes. Florita Cuhanga nasceu em Angola e é doutoranda no Programa de Pós Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero, e Feminismo da Universidade Federal da Bahia, pesquisando o feminismo africano, a partir do pensamento pós e decolonial. A pesquisadora explica que seu trabalho visa realçar a produção e o modo...

Read More

Postado por em 04/08 em Ações

Textos de Carolina de Jesus inspiram oficina sobre saneamento, zika e racismo

Textos de Carolina de Jesus inspiram oficina sobre saneamento, zika e racismo

Atividade ocorreu na Escola Luísa Mahin, no bairro do Uruguai, em Salvador, através do projeto “Comunica Salvador” da Reprotai, no âmbito da iniciativa “Mais Direitos, Menos Zika”. Manhã de sábado, 30 de Julho e dia de formação no âmbito da iniciativa “Mais Direitos, Menos Zika”. O local? A Escola Comunitária Luísa Mahin. Espaço símbolo de resistência na Cidade Baixa de Salvador, que leva o nome da heroína africana envolvida em parte das revoltas de quilombolas e negros escravizados na Bahia no século XIX. Assim como a mãe do abolucionista Luiz Gama, as mulheres participantes da atividade são heroínas, pois mesmo sendo as mais prejudicadas pela epidemia, ainda conseguem se organizar e bolar estratégias de sobrevivência nesses tempos de zika. Selma Bonfim, liderança comunitária e integrante da Rede de Protagonistas em Ação de Itapagipe (Reprotai) fez uma fala de apresentação sobre o projeto “Comunica Salvador” e seus objetivos. “A mulher está sendo cobrada por conta do zika. A culpa é dela se pegou o vírus. A culpa é dela se...

Read More

Postado por em 28/07 em Ações

Tributo a Luiza Bairros concilia arte e homenagens no Vila Velha em Salvador

Tributo a Luiza Bairros concilia arte e homenagens no Vila Velha em Salvador

Atividade organizada por amigas e amigos da ex-ministra da Igualdade Racial começa às 18h, de segunda-feira (1º/08) Luiza Bairros será homenageada em Tributo realizado por amigas e amigos, militantes do Movimento Social Negro, artistas e personalidades baianas e brasileiras. O evento acontece na segunda-feira (1º/08), às 18h, no Teatro Vila Velha, Salvador. Música, teatro, dança e poesia estão entre as performances artísticas programadas para a atividade, num reconhecimento à homenageada, que dedicou toda sua vida à política e à luta em defesa da população negra. Bando de Teatro Olodum, Ilê Aiyê, Cortejo Afro, Bankoma, os cantores Lazzo Matumbi e Dão, além dos poetas Vera Lopes e Landê Onawale estão entre os amigos da ex-ministra da Igualdade Racial que já confirmaram participação no Tributo. A programação conta ainda com exposição fotográfica, exibição de vídeos e falas sobre a homenageada, cuja vida e militância no Movimento Negro tem íntima ligação com pessoas, lugares, manifestações culturais e a própria cidade de Salvador.   Militante histórica das causas das mulheres negras e do...

Read More

Postado por em 19/07 em Ações

Mulheres Negras e Aborto: Autonomia e Liberdade é tema de abertura da primeira edição do Sisterhood

Mulheres Negras e Aborto: Autonomia e Liberdade é tema de abertura da primeira edição do Sisterhood

O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Raça e Saúde (NEGRAS) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) lança a primeira edição do Caderno Sisterhood. Com periodicidade semestral, a publicação acadêmica tem como objetivo contemplar temas de interesse da comunidade negra, particularmente temas pouco discutidos e polêmicos, que são abordados sob a perspectiva e o olhar de ativistas negras. “O Sisterhood será um espaço para que as mulheres negras possam expressar as suas formas de ver o mundo por meio de diversas linguagens e manifestações culturais e políticas”, afirma, no editorial, Emanuelle Goes, membro do Odara – Instituto da Mulher Negra e uma das editoras da publicação. Para o primeiro número, ela explica que, além do chamamento público, foram convidadas mulheres negras que escrevem sobre o tema em blogs e revistas para colaborar com os artigos. O tema de abertura é Mulheres Negras e Aborto: Autonomia e Liberdade. O Caderno apresenta, sob a perspectiva das mulheres negras, textos sobre o aborto desde a produção do conhecimento, a experiência...

Read More
Página 2 de 1012345...Última »