Menu de Categorias

Postado por em 27/04 em Ações

CARTA PELA MORTE DE LUANA BARBOSA DOS REIS

CARTA PELA MORTE DE LUANA BARBOSA DOS REIS

  Salvador, 19 de abril de 2016 ASSUNTO: Solicitação de gestões junto aos órgãos de justiça e de direitos humanos para investigação do homicídio de Luana Barbosa dos Reis Em nota, a Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), através deste documento, solicitar que os órgãos de justiça e de proteção dos direitos das mulheres, da igualdade racial e dos direitos humanos encaminhe as devidas providencias legais para que seja investigado e apurado o assassinato de Luana Barbosa Reis, mulher negra de 34 anos, que foi internada em estado grave e veio a óbito após ser espancada durante uma abordagem policial em Ribeirão Preto (SP). Luana Barbosa dos Reis veio a falecer nesta quarta-feira (13), cinco dias após ter sido internada na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE). Ela sofreu uma isquemia cerebral aguda causada por traumatismo crânio-encefálico, conforme aponta a declaração de óbito. Uma testemunha afirma que Luana foi brutalmente agredida por pelo menos seis policiais na rua da casa onde morava. De acordo com...

Read More

Postado por em 11/03 em Ações

ARTICULAÇÃO DE MULHERES NEGRAS BRASILEIRAS ESCREVE CARTA AO ESTADO BRASILEIRO

ARTICULAÇÃO DE MULHERES NEGRAS BRASILEIRAS ESCREVE CARTA AO ESTADO BRASILEIRO

NÃO A MP 696, Por um Brasil realmente de Todxs! A Câmara Federal dos Deputados aprovou no último dia 18 fevereiro a Medida Provisória 696/2016, que prevê mudanças na competência do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos para reforçar que as políticas públicas terão de respeitar a vida “desde o momento da concepção” e retirou a obrigatoriedade para que as ações da pasta levem em conta a dimensão de gênero. Neste sentido, a Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB) vem a público denunciar mais este retrocesso e os constantes ataques que Congresso Federal vem perpetrando contra direitos adquiridos através da luta dos movimentos sociais. As medidas provisórias apresentadas pela Câmara dos Deputados, pelos representantes da direita reacionária fundamentalista, têm exigido de nós, mulheres negras, um posicionamento tão ou mais radical do que nos tem atingido. No reforço de garantir a Medida Provisória acerca do retrocesso dos direitos das mulheres, os deputados resgatam o Pacto de São José (Convenção Americana sobre Direitos Humanos) que já...

Read More

Postado por em 09/03 em Ações

ONU e organizações da sociedade civil definem ações em prol das mulheres no combate ao zika

ONU e organizações da sociedade civil definem ações em prol das mulheres no combate ao zika

Com apoio do UNFPA, ONU Mulheres e OPAS/OMS, organizações criaram plataforma de compartilhamento de informações, experiências e coordenação das ações estratégicas em favor da saúde sexual e reprodutiva e dos direitos das mulheres brasileiras.         Atividade reuniu integrantes da sociedade civil de diversas regiões do país. Foto: Jennifer Gonçalves Em resposta ao surto do vírus zika no país, 25 organizações da sociedade civil decidiram adotar uma série de ações estratégicas em favor da saúde sexual e reprodutiva e dos direitos das mulheres brasileiras. A principal iniciativa será a criação de uma “sala de situação” reunindo o grupo, que servirá como plataforma de compartilhamento de informações, experiências e coordenação das ações de ‘advocacy’ e incidência política. A decisão foi tomada ao final da reunião de dois dias sobre “Direitos Sexuais e Reprodutivos em tempos de vírus zika”, realizada na Casa da ONU em Brasília e organizada conjuntamente pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), ONU Mulheres e Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS). Segundo o representante do...

Read More

Postado por em 01/03 em Ações

Luiza Bairros receberá Diploma Bertha Lutz no Senado Federal

Luiza Bairros receberá Diploma Bertha Lutz no Senado Federal

A ex-ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e ativista histórica do movimento negro brasileiro, Luiza Bairros é uma das homenageadas da 15ª edição da premiação do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz e receberá no dia Internacional da Mulher (8), ás 11h, no plenário do Senado Federal o Diploma Bertha Lutz em reconhecimento a sua importante contribuição na defesa dos direitos das mulheres e das questões de gênero no país. Este ano, além da ex-ministra Luiza Bairros receberão a honraria à ex-ministra Ellen Gracie Northfleet, primeira mulher a integrar e presidir o Supremo Tribunal Federal; à cirurgiã-dentista Lucia Regina Antony, ex-vereadora em Manaus, líder feminista, fundadora e ex-presidente do Comitê de Mulheres da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da União de Mulheres de Manaus; e à escritora Lya Luft. O Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz foi instituído pela Resolução nº 2, de 2011, em homenagem à ex-Deputada Federal Bertha Maria Júlia Lutz, líder na luta pelos direitos políticos das mulheres, que se empenhou pela aprovação da...

Read More

Postado por em 10/12 em Ações

Coordenadora do Odara participa da Reunião Regional para a América Latina e Caribe da Década Internacional de Afrodescendentes da ONU

Coordenadora do Odara participa da Reunião Regional para a América Latina e Caribe da Década Internacional de Afrodescendentes da ONU

Nos dias 3 e 4 dezembro, aconteceu em Brasília a Reunião Regional para a América Latina e Caribe da Década Internacional de Afrodescendentes da ONU. O encontro contou com a participação do alto comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein e de mais de 150 representantes de estados nacionais da região, organizações instituições nacionais de direitos humanos, organismos para a igualdade e representantes da sociedade civil. Na ocasião, Zeid Ra’ad Al Hussein, pediu que a região da América Latina e do Caribe aproveite as oportunidades e iniciativas previstas na Década Internacional de Afrodescendentes para promover uma melhoria concreta na vida das pessoas de ascendência africana. “Dez anos para reverter cinco séculos de discriminação estrutural? A discriminação racial tem profundas raízes cultivadas no colonialismo e na escravidão, e se nutre diariamente com o medo, a pobreza e a violência. São raízes que se infiltram de forma agressiva em cada aspecto da vida – desde o acesso à educação e alimentos até a integridade física e a...

Read More

Postado por em 26/11 em Ações

CARTA MARCHA DAS MULHERES NEGRAS

CARTA MARCHA DAS MULHERES NEGRAS

CARTA MARCHA 2015 Nós, mulheres negras do Brasil, irmanadas com as mulheres do mundo afetadas pelo racismo, sexismo, lesbofobia, transfobia e outras formas de discriminação, estamos em marcha. Inspiradas em nossa ancestralidade somos portadoras de um legado que afirma um novo pacto civilizatório. Somos meninas, adolescentes, jovens, adultas, idosas, heterossexuais, lésbicas, transexuais, transgêneros, quilombolas, rurais, mulheres negras das florestas e das águas, moradoras das favelas, dos bairros periféricos, das palafitas, sem teto, em situação de rua. Somos trabalhadoras domésticas, prostitutas/profissionais do sexo, artistas, profissionais liberais, trabalhadoras rurais, extrativistas do campo e da floresta, marisqueiras, pescadoras, ribeirinhas, empreendedoras, culinaristas, intelectuais, artesãs, catadoras de materiais recicláveis, yalorixás, pastoras, agentes de pastorais, estudantes, comunicadoras, ativistas, parlamentares, professoras, gestoras e muitas mais. A sabedoria milenar que herdamos de nossas ancestrais se traduz na concepção do Bem Viver, que funda e constituí as novas concepções de gestão do coletivo e do individual; da natureza, política e da cultura, que estabelecem sentido e valor à nossa existência, calcados na utópica de viver e construir o...

Read More
Página 4 de 10« Primeira...23456...Última »