Menu de Categorias

Postado por em 15/03 em Geral, Mulher

Veto Já!

Veto Já!

CONTRA O GOLPE EM NOSSOS CORPOS E DIREITOS CONTRA O RETROCESSO, O RACISMO, A VIOLÊNCIA E PELO BEM VIVER O Congresso Nacional aprovou no último dia 9 de março, o Projeto de Conversão nº 25 de 2015, referente às alterações propostas na Medida Provisória (MP) nº 696 de 2015, que trata da reforma administrativa e demonstrou mais uma vez, seu total desrespeito e descompromisso com as mulheres brasileiras. Assistimos perplexas a retirada da expressão “incorporação da perspectiva de gênero”, das atribuições da Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos, assim como, a especificação de um determinado acordo internacional datado de 1969, a Convenção Americana de Direitos Humanos, em detrimento das demais Convenções, Acordos e Tratados Internacional de Direitos Humanos que o Brasil ratificou nas últimas cinco décadas. A afronta do Congresso Nacional ao estado democrático de direito, realizado por parlamentares representantes do conservadorismo e do fundamentalismo, que desejam a constituição de um estado teocrático tem provocado estabilidade política...

Read More

Postado por em 08/03 em Mulher

Entrevista com Emanuelle Góes – Dia Internacional da Mulher: Mulheres negras na bancada do CNS

Entrevista com Emanuelle Góes – Dia Internacional da Mulher: Mulheres negras na bancada do CNS

         A saúde da mulher negra e a redução da violência sexual e doméstica são temas amplamente discutidos pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS). No Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta terça-feira (08), vale a reflexão sobre a violência contra a mulher constatada por dados oficiais do Ministério da Saúde.         De acordo com números do Sistema de Informações de Mortalidade, criado e gerido pelo Ministério da Saúde, a população negra é a principal vítima de homicídio no País. Em dez anos, entre 2003 e 2013, enquanto o número de homicídios de mulheres brancas caiu 9,8% (de 1.747 para 1.575), a quantidade de negras vítimas do mesmo crime cresceu 54,2%, saltando de 1.864 para 2.875 casos.         Os índices são parte do Mapa da Violência de 2015, sempre lembrado pelos movimentos negros para mostrar a disparidade entre duas etnias no mesmo país. Segundo a conselheira de saúde representante da Rede Lai Lai Apejo no CNS, Emanuelle Goes, a realidade mostrada friamente pelos números é histórica e cultural. “O...

Read More

Postado por em 01/03 em Mulher

O que a Glória Pires e o Oscar nos ensinaram sobre racismo e meritocracia

O que a Glória Pires e o Oscar nos ensinaram sobre racismo e meritocracia

Já tem alguns meses que a gente vem assistindo a mobilização em torno do Oscar 2016 (o que algumas pessoas e jornalistas gostam de nomear como “polêmica”). Por Yasmin Thayná (Cineasta) no HuffPost Brasil Acredito que boa parte das pessoas que se mantiveram informadas sobre a questão, esbarraram em textos relacionados à ausência de negros indicados para as premiações desta edição, visto que 2015 foi um ano com alguns filmes protagonizados por excelentes atrizes e atores negros. Tanto é que a academia, responsável pelos indicados e vencedores do prêmio, reagiu e assumiu que a questão da “diversidade” era importante, e assim um debate qualificado rolou no mundo inteiro por alguns dias em relação a isso. Não só um debate, como também uma grande mobilização entre famosos cineastas, atrizes e atores negros e negras a um possível “boicote” ao prêmio.  Acredito que esse episódio possibilitou aquele momento mágico de “parar para refletir” na vida de muitas pessoas que talvez nunca antes tiveram a chance de fazer esse recorte para entender que é sim importante discutir e...

Read More

Postado por em 26/11 em Mulher

#Meuamigosecreto: mulheres fazem campanha para denunciar “amigos” machistas  Leia a matéria completa em: #Meuamigosecreto: mulheres fazem campanha para denunciar “amigos” machistas

#Meuamigosecreto: mulheres fazem campanha para denunciar “amigos” machistas Leia a matéria completa em: #Meuamigosecreto: mulheres fazem campanha para denunciar “amigos” machistas

Por Douglas Carvalho , no Diário de Pernambuco  Mulheres de todas as partes do Brasil aproveitaram o fim de ano, época da tradicional brincadeira do Amigo Oculto, para denunciar pessoas de seus convívios sociais que, para elas, têm comportamento machista. Pela tag #meuamigosecreto, elas se uniram nas redes sociais para relatar, por exemplo, casos de discriminação, racismo e homofobia. “Se diz feminista mas usa o fato de ser professor pra pegar aluna menor de idade”, publicou uma usuária no Twitter. “Ama curtir fotos de mulheres com decote e shortinho mas a namorada dele não pode tirar foto assim”, postou outra mulher....

Read More

Postado por em 25/10 em Mulher

SALVADOR SEDIA LANÇAMENTO DO LIVRO DE FOTOGRAFIAS “MEMÓRIAS DE RESISTÊNCIAS NEGRAS”

SALVADOR SEDIA LANÇAMENTO DO LIVRO DE FOTOGRAFIAS “MEMÓRIAS DE RESISTÊNCIAS NEGRAS”

Acervo inédito de quase quatro décadas é lançando na próxima quarta-feira (28) Trinta e cinco anos de registros fotográficos de manifestações políticas e culturais do movimento negro baiano está sob o alcance das mãos. O presente trata-se do lançamento do livro “Memórias de Resistências Negras”, uma seleção de 100 fotografias de manifestações do Movimento Negro e o cotidiano dos afrodescendentes em diversas temáticas e contextos políticos, artísticos e culturais na Bahia. O lançamento acontece na próxima quarta-feira (28), às 18h30min, no Auditório do Centro de Cultura da Câmara de Vereadores – ao lado do Elevador Lacerda, Pelourinho. A publicação é organizada pelo Zumvi Arquivo Fotográfico, um acervo de fotos de comunidades negras da Bahia, e suas expressões políticas e culturais. O Zumvi é mantido há quase três décadas pelo fotógrafo e idealizador do projeto, Lázaro Roberto, que com uma câmera na mão e muita sensibilidade no olhar percorreu a Bahia e o Brasil coletando instantes de memórias de resistências negras. O livro traz fotos inéditas de momentos emblemáticos na...

Read More

Postado por em 24/09 em Mulher

Temores bem fundados

Temores bem fundados

“O que vai melhorar nossa vida é a política. por Edson Lopes Cardoso Do Brado Negro O artista plástico e escritor pernambucano José Cláudio da Silva, ao se definir como negro, há mais de trinta anos, utilizou as seguintes expressões: “Tenho medo de fardado, tenho medo de rico, tenho medo de lei, tenho medo de doutor” (“Redação sobre minha cor”, Novos Estudos Cebrap, v. 2, 1, p.73-75, abr. 1983). A definição foi elaborada por quem se percebia, com seus temores, num dado contexto, envolvido por um conjunto de relações e instituições ameaçadoras. Eu sou aquele que, por ser quem sou, temo o poder do dinheiro e da justiça, a força das armas e do prestígio social. Podermos dizer que, em razão das circunstâncias, a ideia de ser negro se organiza em torno de um imenso temor, que José Cláudio articulou a hierarquias e privilégios. Quem somos? Somos aqueles que, nesse tempo e nesse espaço, temos razão de sobra para sentir medo. O registro desses padrões de percepção é importante e...

Read More
Página 4 de 10« Primeira...23456...Última »