Menu de Categorias

Postado por em 25/05 em Geral | 0 comentários

FAMILIARES E MOVIMENTOS SOCIAIS PROTESTAM POR JUSTIÇA PELO ASSASSINATO DE JOVENS NEGROS NA BAHIA

dreamers (6)

Redação Odara – Instituto da Mulher Negra

 

Um grito permanente por justiça começará a ser dado nesta sexta-feira (26), em Salvador. Mães, pais, familiares e amigos de vítimas do Estado se reunirão às 14h, no Terreiro de Jesus, no Pelourinho, para reivindicar celeridade nos julgamentos de crimes contra a vida de crianças, adolescentes na Bahia. A ação de rua será constante, toda última sexta-feira do mês, em frente à Catedral Basílica Primacial São Salvador, inspiradas nos protestos das mães da (chacina da) Candelária, em 1993, no Rio de Janeiro, quando a polícia matou oito crianças e adolescentes e deixou dezenas feridos.

O ato é uma ação do GRUPO PELA VIDA, que reúne famílias que perderam entes queridos para a violência do Estado, na ação do genocídio do povo negro. “Queremos mostrar que mesmo com nossos filhos silenciados pela violência, ainda sim têm os familiares para buscar justiça com punição, por todo sangue derramado”, conta uma das mães do Grupo, que espera há nove anos na justiça o julgamento dos Policiais Militares que mataram seu filho, de 17 anos.

O grupo pretende sensibilizar a sociedade sobre os altos índices de homicídio no Estado da Bahia, e incentivar outras famílias de vítimas a clamarem por justiça e somarem os esforços junto aos movimentos sociais que lutam contra o genocídio do povo negro. A ação tem o apoio do CEDECA – Centro de Defesa da Criança e Adolescente da Bahia, e do Odara – Instituto da Mulher Negra.

 

O QUÊ? Ato por justiça pelo assassinato de crianças, adolescentes e jovens na Bahia.

QUANDO? Sexta-feira (26), 14h – e toda última sexta-feira do mês.

ONDE? Catedral Basílica Primacial São Salvador, no Terreiro de Jesus.

Comments

comments