Menu de Categorias

Postado por em 13/07 em Mulher | 0 comentários

INSTITUTO ODARA REALIZA RODADAS DE DIÁLOGOS SOBRE MULHERES NEGRAS TRANSVERSAIS DO TEMPO

19959258_1386483274738704_6486242431290029398_n

AS INSCRIÇÕES PARA PARTICIPAR DOS ESPAÇOS VÃO ATÉ O DIA 21 DE JULHO

“MULHERES NEGRAS TRANSVERSAIS DO TEMPO: negras jovens contra o racismo, a violência, e pelo bem viver” é o tema gerador dos diálogos de mulheres negras, organizados pelo Odara Instituto da Mulher negra, no dia 26 de julho, das 9h às 18h, na Faculdade de Economia da UFBA, na Piedade, em Salvador\Ba. O evento faz parte da programação da 5ª edição do Julho das Pretas.

Os diálogos tem objetivo de promover a reflexão sobre as estratégias construídas pelas negras jovens para enfrentar o racismo, machismo, lesbofobia, transfobia, e todas as formas de opressão e promover a troca intergeracional com ativistas do movimento de mulheres negras.

Na programação encontramos debates sobre: intelectualidade negra, mercado de trabalho, religiosidade, solidão e afetividade, arte, literatura, identidade de gênero e sexualidade, participação política, genocídio negro, feminicído e estética, a partir do pensamento das mulheres negras jovens e mais velhas.

As rodas de diálogo deverão impulsionar reflexões sobre o protagonismo das negras jovens, bem como, fortalecer a articulação rumo ao 2º Encontro de Negras Jovens Feministas (2º ENJF), que será realizado de 06 a 10 de setembro em São Paulo.

 

Inscrições

Os espaços serão em formatos de roda, com três ou quatro provocadoras com 10 minutos de fala cada, e depois está aberto para a plenária. As inscrições para participar dos diálogos devem ser realizadas até o dia 20 de julho. Confira programação completa e inscreva-se nos espaços de sua preferência.

 

  • Solidão e afetividade na perspectiva das negras jovens (das 9h às 11h30)

Dayse Sacramento – feminista negra, professora de Língua Portuguesa do IFBA e doutoranda em Literatura e Cultura na UFBA.

Lorena Ifé – Empreendedora e influenciadora digital. Criadora do Encrespando e do Afrodengo.

Izadora Sá  – Estudante de Produção Cultural, sapatona afro futurista intergalática ancestral.

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Narrativas Negras: mundo do trabalho e produção intelectual (das 9h às 11h30)

Ângela Figueiredo – Professora e feminista negra

Aila Oliveira – Estudante de História, poetisa marginal, escritora e ”DOS CORRES DA RUA!”

Zelinda Barros – Professora, Mestra em Ciências Sociais e Doutora em Estudos Étnicos e Africanos.

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Participação política (das 9h às 11h30)

Ângela Guimarães – Socióloga, Especialista em História Social e Cultura Afrobrasileira e Presidenta Nacional da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO)

Maisa Vale – Coordenadora de pesquisa e intercâmbio do Odara Instituto da Mulher Negra

Daí Costa – Feminista negra, estudante de Pedagogia, integrante do CANDACES, Ativista dos Coletivos Enegrecer e Kizomba.

Maria Vitória – Futura estudante de Jornalismo\Comunicadora da Agência – Yalodês

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Religiosidade e as Negras Jovens (das 9h às 11h30)

Erika Souza – Estudante de Serviço Social, técnica de projetos no Odara Instituto da Mulher Negra

Naiara Soares – Candomblecista, periférica e afro feminista. Koinonia BA, Rede Ecumenica de Juventude – REJU e graduanda Interdisciplinar em Saúde

Isaura Genoveva – Ekedy, advogada e especialista em políticas públicas. Atua na Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e da SJDHDS.

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Negras enfrentando as diversas formas de genocídio da população negra (das 14h às 16h)

Carla Akotirene – Assistente social, Doutoranda em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo

Alane Reis – Jornalista, educomunicadora. Revista Afirmativa, Odara Instituto da Mulher Negra e Coletivo de Cinema Negro Tela Preta

Laina Crisostomo – Advogada feminista interseccional, presidenta da ONG TamoJuntas

Nadjane Paixão – Grupo Pela Vida\CEDECA-BA

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Negras Jovens: Identidade de Gênero e Sexualidades (das 14h às 16h)

Jéssica Ipolito – Feminista negra, criadora e escritora do blog Gorda&Sapatão estudante do bacharelado em Gênero&Diversidade.

Larissa Nascimento – Estudante de Gênero e Diversidade da UFBA

Paulette Furacão – Educadora Social e ativista LGBT

Valdecir Nascimento – Coordenadora Executiva do Odara Instituto da Mulher Negra, Historiadora, Mestre em Educação

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Negras jovens produzindo Resistências através da arte e literatura (das 14h às 16h)

Fernanda Julia (ONISAJÉ) – é Yakekerê, diretora de teatro, mestre e doutoranda em Artes Cênicas. Núcleo Afro brasileiro de Teatro de Alagoinhas – NATA.

Fabiana Lima – Poetisa, MC, artista de rua, produtora e ativista cultural. Resistência Poética, Slam Das Minas-BA

Lindinalva Barbosa – Ativista do Movimento Negro e de Mulheres Negras. Egbomi, professora, Mestra em Estudos de Linguagens.

Ludmila Laísa – Grafiteira, arte-educadora, organizadora e poetisa do Slam das Minas -Ba

Madá Negrif – Designer de Moda, Idealizadora e Criadora da Negrif

INSCRIÇÃO AQUI

 

  • Negras Jovens  – Uma estética para a luta (das 14h às 16h)

Naira Gomes – Feminista negra,  pesquisadora das identidades e estéticas das mulheres negras e uma das organizadoras da Marcha do Empoderamento Crespo

Ana Paula Rosário – Tecnica de Comunicação pelo Odara Instituto da Mulher Negra. Mulher inspiradora 2016, pelo site Think Olga. Agência de Jovens Negras Comunicadoras – Yalodês

Samira Soares – Ativista do Coletivo Enegrecer, Marcha do Empoderamento Crespo e Blogueira no Canal Narrativas negras.

INSCRIÇÃO AQUI

 

Julho das Pretas

O Julho das Pretas é uma agenda comum de intervenção criada pelo Instituto Odara, em 2013, em homenagem ao dia 25 de Julho quando se comemora o  Dia Internacional da Mulher Afro- Latino-Americana e Afro-Caribenha e o Dia Nacional da líder quilombola Tereza de Benguela, para discutir, refletir e visibilizar a realidade e luta das mulheres negras na Bahia.

Comments

comments