Carta de Brasilia: Compromisso com o processo de construção da marcha das mulheres negras brasileiras

21854-marcha2

Nós, mulheres negras brasileiras pertencentes a diversas organizações do movimento social de mulheres negras e do movimento social negro, participantes da III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial – CONAPIR, realizada no período de 05 a 07 de novembro de 2013, em Brasília

– DF, com o tema “Democracia e Desenvolvimento sem Racismo: Por um Brasil Afirmativo”, declaramos nosso reconhecimento e nosso compromisso com o processo de construção da Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo e Pelo Bem Viver – 2015, em Brasília.

Somos 49 milhões de Mulheres Negras que constroem cotidianamente a riqueza desse país, e, no entanto, somos a parcela mais pobre e discriminada da população brasileira, com acesso limitado à educação, à saúde, à moradia digna, ao saneamento básico, ao trabalho e renda decente, à segurança para nós e nossas famílias. Somos as que morrem em vida pelo genocídio engendrado contra nossos familiares.

Por isso marcharemos rumo à Brasília em 2015:

• Para exigir do Estado Brasileiro e dos diferentes setores da sociedade o fim do racismo, da discriminação racial e de toda a violência contra as mulheres negras;

• Por reparação da dívida histórica que o Brasil tem com as mulheres negras;

• Pelo fim do genocídio das mulheres negras, das crianças, dos jovens e dos homens negros;

• Para que o conhecimento do patrimônio genético brasileiro seja respeitado e patenteado pelas comunidades detentoras dos saberes;

• Pela democracia e pela inclusão da população negra e por outros modelos de desenvolvimento;

• Por um novo país, democrático, laico, diverso e igualitário com justiça social e sem corrupção;

• Pela livre expressão da fé e da religiosidade;

• Pelo fim do sexismo, da lesbofobia e da homofobia;

• Para que casos como o de Aline Pimentel, Beatriz Nascimento, Yá Mukumby, Amarildo, Douglas Rodrigues e tantas outras pessoas exterminadas pelo Estado Brasileiro, em suas diversas formas, não fiquem impunes;

• Para fomentar a criação e o fortalecimento das organizações de mulheres negras brasileiras, dar maior visibilidade a situação de opressão secular das mulheres negras em cada canto do país, a fim de que possamos exercer plenamente os nossos direitos como cidadãs brasileiras e construtoras históricas do Brasil.

Mulheres Negras Brasileiras marchemos firmes e coesas.

Venham construir a Marcha das Mulheres Negras Brasileiras contra o Racimo e pelo Bem Viver – 2015!

Comissão Organizadora:

Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras – AMNB

Fórum Nacional de Mulheres Negras

Agentes de Pastoral Negros – APNs

Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Quilombolas – CONAQ

Coordenação Nacional de Entidades Negras – CONEN

Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas – FENATRAD

Movimento Negro Unificado – MNU

União de Negras e Negros pela Igualdade – UNEGRO

 

 

Fonte: III CONAPIR

Foto: Naiara Leite (Odara)

Deixar uma resposta