Espaço Griot
Ana Célia da Silva

É com imenso prazer que disponibilizamos ao nosso público, no espaço Griot – Ana Célia da Silva, um importante acervo bibliográfico de intelectuais negras, sob as mais variadas perspectivas e disciplinas. As referências concernem à produção, sobretudo, brasileira de/sobre as contribuições do povo negro na formação cultural, histórica, política e religiosa, em diferentes períodos históricos.

Mulheres negras que como a nossa homenageada Ana Célia Silva, Lélia Gonzalez, Beatriz Nascimento, Neusa Santos Souza, Carolina Maria de Jesus, Luiza Bairros, Conceição Evaristo, Sueli Carneiro e de outros países como Sojourner Truth, Ângela Davis, bell hooks, Ochy Curiel, Oyèrónkẹ́ Oyěwùmí desafiaram com suas escritas, crenças e ativismo as convenções de sua época para falar publicamente contra sistemas opressivos e de escravidão, que historicamente subjugaram as mulheres negras. Uma tradição de movimento antiescravistas, antirracista, antissexista, antilgbtfobico em defesa dos direitos das mulheres que influenciam e definem esse pensamento em diferentes períodos históricos.

Através do compartilhamento de importantes produções pretende difundir no âmbito desta plataforma digital, publicações que abordam um conhecimento pautado na visão de mundo afrocentrada, produzido por intelectuais negras/os, tornando mais acessível esse legado cultural, político e científico, acerca da presença e das condições de vida deste sujeito em sociedades afro-atlânticas.

Pretende ainda difundir acervo composto de publicações variadas digitalizadas de escrevivências, livros, catálogos, cartazes, calendários, convites, folhetos, teses, dissertações, resenhas, discursos, entrevistas, depoimentos, artigos de revistas e acadêmicos, separatas, periódicos e e-books, disponibilizados gratuitamente para download, no intuito de visibilizar e promover o acesso às narrativas, estudos, leituras de\sobre mulheres negras.

Por fim, socializar com o público informações sobre a presença de personalidades negras em diferentes períodos da história do país, nas diversas áreas do conhecimento: medicina, direito, política, urbanismo, engenharia, arquitetura, educação, psicanálise, geografia, história, sociologia, literatura, arte, entre outras, além de promover um maior envolvimento de setores da sociedade civil na construções de outras narrativas a nosso respeito e sobre os nossos feitos, cumpre o papel de contribuir com o desenvolvimento de uma consciência social e posicionamento político crítico.


Filtrar por temas


Últimas publicações

GONZALEZ, Lélia. A categoria político-cultural de amefricanidade.

GONZALEZ, Lélia. A categoria político-cultural de amefricanidade. Tempo Brasileiro, Rio de Janeiro, v. 92, n. […]

“Lembrando Lélia Gonzalez” (1994) Luiza Bairros  

A ideia de abrir o “Espaço Griot” com o texto de Luiza Bairros, “Lembrando Lélia […]

O que é um nome? Mulherismo, Feminismo Negro e além disso*

Cadernos Pagu versão On-line ISSN 1809-4449  – Cad. Pagu  no.51 Campinas  2017  Epub 18-Dez-2017 ARTIGOS O que é um nome? Mulherismo, Feminismo […]