Instituto Odara realiza formatura das primeiras turmas do Curso Profissionalizante Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar, em Salvador (BA)

Além da formatura, aconteceu no mesmo dia a aula inaugural das próximas turmas do curso de culinária, exclusiva para mulheres do projeto Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar

Redação Odara

Na manhã da última sexta-feira (22), aconteceu a formatura das primeiras quatro turmas do Curso Profissionalizante Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar. Cerca de 80 mulheres negras concluíram a formação em culinária oferecida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). O curso é promovido pelo Odara – Instituto da Mulher Negra, através do Projeto Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar. Além das formandas, o evento reuniu ativistas do Instituto Odara, mobilizadoras do projeto, representantes do Senac, do fundo L’Oréal para Mulheres e as 46 mulheres que farão parte das novas turmas do curso.

Naiara Leite, coordenadora executiva do Instituto Odara, falou sobre a felicidade em realizar a formatura e comentou que a profissionalização das mulheres que integram o Minha Mãe Não Dorme sempre foi um objetivo durante os 7 anos de existência do projeto. “As mulheres negras precisam ter autonomia, e autonomia é ter trabalho, ter dinheiro, ter escolha. A gente precisa fazer isso por todas as mulheres negras das nossas comunidades. Nós precisamos acreditar umas nas outras”, afirmou Naiara.

Já Hildete Emanuele Nogueira, coordenadora do projeto, destacou que não houve evasão do curso. Apenas 4 mulheres não concluíram a formação porque conseguiram emprego durante o processo. “O curso surgiu de um desejo delas e elas abraçaram essa oportunidade com tanta força, que não desistiram, apesar das adversidades.”, disse Hildete.

Durante a cerimônia de entrega dos certificados, as formandas falaram sobre a importância do curso, seus aprendizados e expectativas. Ana Rita Nazaré, moradora do bairro Uruguai, em Salvador (BA), foi uma das oradoras das turmas e afirmou: “Eu já cozinhava em casa, mas no curso aprendi várias técnicas para fazer salgados, doces e bolos. Essa oportunidade me faz enxergar um futuro”. Através dos conhecimentos adquiridos, Ana Rita já começou a fazer e vender salgados congelados e tem planos de se tornar Microempreendedora Individual (MEI) para se formalizar.

Quelen Costa, que integra a Coordenação Pedagógica do SENAC Aquidabã, estava presente na formatura e orientou as mulheres sobre o Banco de Oportunidades do SENAC, setor ao qual elas podem recorrer para apresentar o certificado do curso e realizar inscrição para concorrer a vagas de emprego ofertadas por instituições parceiras. “As formandas podem fazer contato pelo telefone (71) 3186-4000 para verificar quais são os documentos necessários e agendar um horário para comparecer ao Senac da Casa do Comércio e realizar a inscrição”, explicou Quelen. O telefone informado também funciona como Whatsapp.

O Curso Profissionalizante Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar tem apoio do fundo L’Oréal para Mulheres. As 46 novas alunas já estão matriculadas e as aulas das novas turmas serão iniciadas em breve.

Sobre o Projeto Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar

O projeto Minha Mãe Não Dorme Enquanto Eu Não Chegar é organizado pelo Odara – Instituto da Mulher Negra em parceria com o Centro de Arte e Meio Ambiente (CAMA), Associação Artístico-Cultural Odeart e Grupo Mulheres em Luta, organizações localizadas, respectivamente, nas comunidades do Uruguai, Cabula e Nordeste de Amaralina, em Salvador-BA.

Desde 2015 o projeto atua no fortalecimento e promoção da organização política de mulheres mães e familiares de vítimas do Estado, com apoio jurídico, realização de audiências públicas que pautam o extermínio da juventude negra e atividades diversas que visam a autonomia e o autocuidado dessas mulheres.

Assine o Boletim Odara:



Compartilhe:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.