Formação do Núcleo de Comunicação da Rede de Mulheres Negras da Bahia começa nesta sexta

11217547_1580423878887469_118584291399327610_nA Rede de Mulheres Negras da Bahia, através da Associação Cultural e Carnavalesca Afoxé Kambalagwanze, inicia nesta sexta-feira, 19, às 9h, na sede do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN), as oficinas do projeto Mulheres Negras em Rede, para a formação do Núcleo de Comunicação da Rede. A mesa de abertura com tema “O Movimento das Mulheres Negras e Jovens no Brasil: Avanços, Desafios e Perspectivas” irão debater a história e os caminhos do feminismo negro.

A iniciativa venceu o Edital “Mulheres Negras e Populares: Traçando Caminhos, Construindo Direitos” da Coordenadoria Ecumênica de Serviços (CESE). Concorreu com 131 proposições de todo o Brasil, sendo uma das duas selecionadas no Estado. O projeto beneficiará 30 jovens negras, de 18 a 28 anos, de instituições sociais da capital e do interior da Bahia que atuam no combate ao racismo, machismo, homofobia e diversas formas de opressão e pelo empoderamento e bem viver das mulheres negras.

Durante os encontros bimestrais, nos próximos oito meses, as selecionadas irão passar por formação política de raça e gênero; além de aulas técnicas de construção textual, fotografia e vídeo, atualização e administração de redes sociais e utilização das novas tecnologias. Ao final das aulas, será lançado o blog da Rede da Rede de Mulheres Negras da Bahia, atualizado periodicamente pelas comunicadoras formadas pelas Mulheres Negras em Rede, que atuará como uma plataforma de notícia das ações de combate às diversas formas de opressão, bem como de atividades e ações de promoção da igualdade em todo o Estado.

A Rede

A Rede de Mulheres Negras da Bahia é composta por organizações de mulheres negras, mulheres negras autônomas, organizações mistas e outros grupos afins. Não institucionalizada, é um ambiente de acolhimento, afetividade e bem estar.

Presente em 12 Territórios de Identidade do Estado, reunido cerca de Duas mil mulheres, a Rede vem realizando atividades e articulações; unindo e consolidando as pautas a partir das demandas e necessidades das mulheres negras da Bahia, com o objetivo de intervir de forma organizada planejada nas esferas publicas e nos espaços de decisão política.

Um espaço político de todo tipo de organização de mulheres e de mulheres negras, que trabalha pela construção da equidade social, racial, de gênero e a eliminação da lesbofobia, racismo e todas as demais formas de discriminação e desigualdade.

Na Rede de Mulheres Negras os espaços de mobilizações são plurais e de inclusão, trazendo no seu escopo agregar associações, cooperativas, coletivos, terreiros, quilombos, igrejas, centros comunitários, escolas, universidades, local de trabalho, grupos culturais, postos e unidades de saúde, feiras, clubes, blocos, afoxés e outros.

O Kambalagwanze

Fundada em 2002, a Associação Cultural e Carnavalesca Afoxé Kambalagwanze tem como finalidade principal dar visibilidade às mulheres negras que fazem cultura no carnaval; universo completamente masculino, principalmente as entidades negras carnavalescas como os blocos afros, blocos de afoxé, percussão e samba.

Também tem como uma das principais metas a inserção de mulheres negras como agentes de transformação; garantindo a presença e a contribuição dessas mulheres em todo processo histórico cultural; criando estratégias de inclusão nas agendas políticas e sócio culturais da Bahia, assim como desenvolver ações que garantam a promoção da igualdade, a equidade de gênero e o enfrentamento à violência contra mulher. Tem a visão de preservar e fortalecer a cultura do afoxé e seu volume de instrumentos deixado como legado pelos antepassados; instrumentalizar mulheres adolescentes, jovens e adultas como promotoras do combate ao machismo, sexismo e lesbofobia, dando sua contribuição para o desenvolvimento cultural, econômico, psicológico da comunidade negra e, em especial, das mulheres negras.

Serviço:
O quê:
Projeto Mulheres Negras em Rede – Curso de formação do Núcleo de Comunicação da Rede de Mulheres Negras da Bahia

Quando: 19 de junho, sexta-feira, às 9h.

Onde: Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN) – Rua do Passo, 42 – Pelourinho.

Quem: Rede de Mulheres Negras da Bahia, Afoxé Kambalagwanze e CESE.

Por quê: Fortalecimento de instituições sociais da capital e do interior da Bahia que atuam no combate ao racismo, machismo e homofobia e pelo empoderamento e bem viver das mulheres negras, bem como da Rede de Mulheres Negras da Bahia. E criação de um blog que atuará como uma plataforma de notícia das ações de combate às diversas formas de opressão, bem como de atividades e ações com o objetivo de promoção da igualdade em todo o Estado.

Mais informações:

Tel.: (71) 9221-1697 / (71) 8726-2947

[email protected]

 

Deixar uma resposta