Instituto Odara inicia atividades do Sòró – Curso de Formação em Comunicação para organizações de Mulheres Negras


Data de publicação: 18 de jun de 2020

A mídia é um importante território de disputa das lutas sociais. Comunicar nossas agendas políticas, sensibilizar aliadas e aliados, denunciar em grande escala o racismo e as demais violações de direitos humanos, tem sido estratégias dos movimentos sociais. Por isso, pensando em fortalecer as organizações de mulheres negras, e as organizações negras comprometidas com estas lutas, que estamos lançando o CURSO DE FORMAÇÃO SÒRÓ – Mulheres Negras disputando narrativas e fortalecendo a comunicação.

O projeto, realizado com o apoio do Fundo SAAP, da ONG Fase, “vem fortalecer a incidência das organizações de mulheres negras através da comunicação e vai potencializar as estratégias no processo de disputa de narrativas das mulheres negras”, afirma Naiara Leite, coordenadora do projeto e do Programa de Comunicação do Instituto Odara.

O Sòró foi pensando para ser presencial, mas o contexto da pandemia mundial do Covid-19 mudou os planos e o projeto será todo desenvolvido a partir de plataformas virtuais. “Fizemos muitas reflexões e análises para criar uma metodologia que possa garantir o resultado que esperamos, apostando na utilização de materiais com diversas linguagens e na interação e conexão entre os temas que serão trabalhados. Estabelecemos uma dinâmica de acolhimento e a interação. Teremos salas para trabalhar em grupos, com intervenções que tragam experiências reais a partir dos temas. Ou seja, estamos construindo uma proposta de sala de formação que nos permita não perder nada dos aprendizados e das trocas”, afirma Naiara.

O curso trará conteúdos teóricos e práticos destinados ao aprimoramento da comunicação das organizações e coletivos de mulheres negras. Abordaremos nas oficinas temas como: Direitos humanos; Racismo, sexismo e violências estruturais; Incidência política através da comunicação; Reconstrução de imaginários pelo combate ao racismo e sexismo; Segurança e autocuidado nas redes; Histórico da mídia e imprensa negra e feminista no Brasil; Produção de textos e conteúdos criativos; Designer gráfico básico; Fotografia básica; e Gestão de Redes.

“O Soró oferecerá opções de aprimoramento da comunicação dos coletivos de mulheres negras que participarão do curso. Ou abrirá as portas para fazer a organização começar a pensar na importância da comunicação. Mostraremos a importância de usar a criatividade, e que há opções simples e gratuitas para potencializar a sua organização através da comunicação” Jessica Ipólito, comunicadora e ativista que integra o quadro de professoras do curso.

Serão ao todo xx participantes que estarão em contato, reflexão e produção profunda entre os meses de julho e agosto. Para Aline Nascimento, integrante do coletivo Ocupação Sapatão, “há sempre uma necessidade grande de aprimorarmos a técnica de comunicar, principalmente nós que estamos organizadas nas periferias. É preciso ter sempre um cuidado especial em como a informação chegará em nossas comunidades, por isso me inscrevi no curso”. Nossa equipe segue animada e cheia de expectativas para mais este projeto.

Comentários


    Tags relacionadas:
 

Instituto Odara © 2018 - Desenvolvido por Charles Ribeiro