Seminário debate Plano Nacional  Educação e Populações Negras (PNE), em Brasília (DF) 

O Plano Nacional de Educação (PNE) é um importante instrumento para o planejamento e desenvolvimento da educação no Brasil. Ele estabelece metas e estratégias para melhorar a qualidade da educação em todos os níveis, desde a educação infantil até o ensino superior. O PNE 2024 a 2034, que será apresentado pelo Ministério da Educação no primeiro semestre do ano que vem, tem enormes desafios para superar as desigualdades estruturais que marcam a sociedade brasileira. 

Compreendendo a urgência de um debate mais profundo sobre o tema, que no dia 6 de dezembro de 2023, acontecerá em Brasília (DF),  o Seminário Nacional Populações Negras e Educação – Na luta por Reparação e Bem Viver. O evento organizado pelo Odara – Instituto da Mulher Negra e pelo Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará (Cedenpa), reunirá educadores e ativistas da educação das regiões Nordeste e Amazônia, para apontar caminhos para incluir no texto do PNE eixos pensando pela sociedade civil a partir das questões relacionada a raça e gênero; refletir os retrocessos na educação; e criar estratégias de monitoramento do PNE. 

Para Silene Arcanja, doutoranda em Educação e coordenadora da Escola de Ativismo e Formação Política para Mulheres Negras – Beatriz Nascimento, do Instituto Odara,  o evento destaca a necessidade crítica de avaliar e monitorar o  Plano. “Essa discussão é estratégica e necessária, pois através do PNE as principais diretrizes e metas serão definidas para nortear as políticas educacionais no país. Assim, o Seminário chama atenção para a importância de se criar estratégias de avaliação e monitoramento do PNE 2024-2034, que será aprovado no próximo ano. Assim como, apontar raça e gênero como eixos estruturantes de toda e qualquer política que se pretenda pensar a sociedade brasileira de forma mais abrangente.”

Maria Malcher, doutora em Geografia e ativista do Cedenpa, esclarece que a atividade está centrada no “fortalecimento da educação antirracista e com a gestão educacional. Aqui, enfrentados com muitas dificuldades, a ausência de recursos suficientes para o investimento a verticalização da escolarização é um deles. Por isso acreditamos que o fortalecimento da educação antirracista e gestão educacional a partir do chão da escola, impacta positivamente as metas e estratégias para a política educacional no período de 2024 a 2034, no âmbito municipal, estadual e federal.”

A programação do evento contará com duas mesas de formação sobre o contexto e história das relações e educação étnico-raciais no Brasil e grupos de trabalho, baseados nos eixos propostos pelo documento de referência para a Conferência Nacional de Educação 2024 – Conae. Os interessados em participar do Seminário Nacional Populações Negras e Educação – Na luta por Reparação e Bem Viver, podem realizar as inscrições no início do evento. 

SERVIÇO 

Seminário Nacional Populações Negras e Educação – Na luta por Reparação e Bem Viver
DATA: 6 de dezembro de 2023| 8h às 17h30
LOCAL:  Hotel San Marco – SHS Q. 5 |  BLOCO C – Setor Hoteleiro SUL | Q. 5 – Asa Sul, Brasília – DF
QUANTO: Inscrições gratuitas 

Assine o Boletim Odara:



Compartilhe:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *