Tradição carnavalesca do Jegue de Cueca e da Jega de Calçola é revivida na Cidade Baixa

Uma tradição de antigos Carnavais em Massaranduba e Uruguai, o encontro do Jegue de Cueca e da Jega de Calçola, será revivida mais uma vez este ano, no domingo, 08 de fevereiro. A atividade visa integrar moradores do Uruguai e da Massarandura, através de um cortejo que percorre as ruas dos dois bairros com muita irreverência, humor e alegria, destacando fatos e personagens emblemáticos dos cenários político e artístico da atualidade.
 
O evento é marcado por dois cortejos, que saem às 10h, simultaneamente, do Uruguai (em frente ao Outlet Center) e da Massaranduba (do Ponto do Barco – Baixa do Petróleo Massaranduba). O festivo e carnavalesco encontro se dá no Largo do Papagaio, na Ribeira, onde acontece uma cerimônia de casamento do Jegue com a Jega, animais enfeitados que personalizam o tema eleito como mais popular do ano. Ambas as caminhadas são animadas por bandas de sopro e percussão, além, é claro, da criatividade dos participantes, que se esmeram em diversas caracterizações.
Trata-se de uma releitura da manifestação que, por cerca de 10 anos, entre as décadas de 50 e 60, animou as madrugadas de sábado para domingo de Carnaval dessa localidade. Sua referência ainda se encontra muito viva no imaginário da população local como algo original, singular e muito representativo do espírito carnavalesco do itapagipano de outrora.

​A ação
 é organizado pela Comissão de Articulação e Mobilização dos Moradores da Península de Itapagipe (Rede Cammpi), através do Colegiado Local de Cultura. Entre os objetivos da brincadeira está o do resgate das manifestações artísticas e culturais da Península de Itapagipe, em particular as ações ligadas ao Carnaval de bairro.

Deixar uma resposta